Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Empreendimento de Economia Solidária

EITA Empreendimento de Economia Solidária

Tela cheia Sugerir um artigo

Blog da EITA

25 de Novembro de 2013, 11:44 , por Alan Freihof Tygel - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

App RESPONSA encontra restaurantes e feiras/lojas de orgânicos

8 de Dezembro de 2016, 12:04, por Rosana Kirsch - 0sem comentários ainda

Fonte: http://misturaurbana.com/2016/10/waze-do-organico-app-encontra-restaurantes-e-feiraslojas-de-organicos/

Foi lançado no Brasil, no dia 13 de outubro, o app Responsa, um aplicativo que reúne em um só mapa restaurantes (que usam ingredientes orgânicos), feiras (de produtos justos, orgânicos e veganos), hortas comunitárias, grupos de consumo responsável e outras experiências de agroecologia e economia solidária.

Criado e desenvolvido em parceria entre o Instituto Kairós e a Cooperativa EITA, o app Responsa é totalmente gratuito e permite que consumidores e produtores possam encontrar produtos, serviços e experiências educativas pelo GPS, marcar encontros e indicar novos pontos que ainda não estejam mapeados.

“Queremos que qualquer pessoa possa encontrar, perto de sua casa, escritório, ou até durante uma viagem, um restaurante que utilize ingredientes orgânicos, uma feira ou uma loja na qual possa encontrar produtos agroecológicos”, explica Juliana Gonçalves, coordenadora de projetos do Instituto Kairós. “A ideia é estimular a comercialização de produtos da economia solidária e da agricultura familiar, aproximando produtores e consumidores através de relações que podem ser mais curtas, transparentes e sustentáveis”.

Com interface amigável, disponível para celulares Android, o app Responsa funciona em todo o Brasil e permite filtro por tipo de local (restaurante, feira, etc) ou município, e unifica um extenso banco de dados que inclui, já no seu lançamento, mais de 3.000 iniciativas ligadas ao consumo responsável em todo o país.

As iniciativas mapeadas pelo Responsa são:

● Feiras orgânicas e da agricultura familiar
● Lojas e feiras da economia solidária e do comércio justo
● Grupos de produtores da economia solidária
● Grupos de consumo responsável
● Experiências de educação alimentar e nutricional
● Experiências e pesquisas em agroecologia
● Hortas comunitárias
● Restaurantes que utilizam ingredientes orgânicos em seus cardápios (inicialmente apenas na cidade de São Paulo)

O Responsa possui ainda um espaço em que as pessoas podem facilmente compartilhar, com outros usuários do aplicativo, suas dúvidas e dicas sobre como consumir de maneira responsável. Nele, é possível trocar receitas para limpeza ecológica, formas de cozinhar com menos desperdício, dicas para economizar água ao fazer faxina ou para substituir refrigerante por sucos naturais para os filhos, entre outras possibilidades.

 

app-responsa

 


App Mapeia Restaurantes, Feiras e Lojas de Produtos Orgânicos no Brasil

8 de Dezembro de 2016, 12:03, por Rosana Kirsch - 0sem comentários ainda

O aplicativo Responsa mapeia restaurantes, feiras e lojas de produtos orgânicos e justos em todo o Brasil

Mais completo mapeamento já feito do setor, aplicativo reúne bases de dados com iniciativas de consumo responsável em todo território nacional.

Foi lançado no Brasil, no dia 13 de outubro, o Responsa, um aplicativo que reúne em um só mapa restaurantes (que usam ingredientes orgânicos), feiras (de produtos justos, orgânicos e veganos), hortas comunitárias, grupos de consumo responsável e outras experiências de agroecologia e economia solidária.


Criado e desenvolvido em parceria entre o Instituto Kairós e a Cooperativa EITA, o Responsa é totalmente gratuito e permite que consumidores e produtores possam encontrar produtos, serviços e experiências educativas pelo GPS, marcar encontros e indicar novos pontos que ainda não estejam mapeados.

“A ideia é estimular a comercialização de produtos da economia solidária e da agricultura familiar, aproximando produtores e consumidores através de relações que podem ser mais curtas, transparentes e sustentáveis”.

Com interface amigável, disponível para celulares Android, o Responsa funciona em todo o Brasil e permite filtro por tipo de local (restaurante, feira, etc) ou município, e unifica um extenso banco de dados que inclui, já no seu lançamento, mais de 3.000 iniciativas ligadas ao consumo responsável em todo o país. Com o GPS ligado, o aplicativo ainda alerta ao usuário sobre iniciativas de consumo responsável mais próximas de onde ele estiver.


As iniciativas mapeadas pelo Responsa são:

● Feiras orgânicas e da agricultura familiar
● Lojas e feiras da economia solidária e do comércio justo
● Grupos de produtores da economia solidária
● Grupos de consumo responsável
● Experiências de educação alimentar e nutricional
● Experiências e pesquisas em agroecologia
● Hortas comunitárias
● Restaurantes que utilizam ingredientes orgânicos em seus cardápios
(inicialmente apenas na cidade de São Paulo)

O Responsa possui ainda um espaço em que as pessoas podem facilmente compartilhar, com outros usuários do aplicativo, suas dúvidas e dicas sobre como consumir de maneira responsável. Nele, é possível trocar receitas para limpeza ecológica, formas de cozinhar com menos desperdício, dicas para economizar água ao fazer faxina ou para substituir refrigerante por sucos naturais para os filhos, entre outras possibilidades.

Portal do consumo responsável
A chegada do Responsa acompanha ainda o lançamento do Portal do Consumo Responsável, outra iniciativa do Instituto Kairós e da Cooperativa EITA, também com a contribuição de organizações e movimentos de economia solidária, comércio justo e agroecologia.

www.consumoresponsavel.org.br

O Portal e o aplicativo Responsa foram desenvolvidos principalmente com recursos da Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho (SENAES/MTE), por meio de um projeto nacional do Instituto Kairós que fomenta a articulação entre produtores e consumidores responsáveis.

Adoramos a iniciativa :)

Fonte: Divulgação

 

Fonte: http://megustagourmet.com/appresponsa

Por Melissa Tramonte em 18-out-16


Feiras orgânicas e food trucks estão em ascensão. Preço baixo, tempero e sustentabilidade caem no gosto popular

8 de Dezembro de 2016, 12:01, por Rosana Kirsch - 0sem comentários ainda

Fonte: http://odia.ig.com.br/economia/2016-10-19/gastronomia-de-rua-conquista-o-publico.html

Rio - Gastronomia de rua ganha cada vez mais seguidores e abre um leque de opções para quem quer ter o seu próprio negócio. Seja em feiras orgânicas, food trucks, quiosques ou até mesmo em bicicletas. A comida de rua agrega sabor, preço baixo e sustentabilidade, com a utilização de produtos orgânicos e oriundos de pequenos produtores locais.

De olho nesse nicho, Thadeu Santos e Elielcio Ângelo montaram um projeto de baixo custo para oferecer um produto diferente para os clientes. Nascia em fevereiro deste ano o Delírius Burguer, hambúrguer artesanal vendido na rua, em uma bicicleta feita com materiais reciclados.

Com a ideia de aumentar o orçamento no novo negócio, o empreendedor e o chefe de cozinha pegaram uma bicicleta antiga e começaram a oferecer hambúrgueres no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. O sanduíche é vendido pelas ruas e conta com três opções: bovino, paleta suína e vegetariano.

Todos os ingredientes são selecionados com muito cuidado. Inclusive carnes e pães, que são preparados sem adição de conservantes, informa. “O fresquinho e caseiro aqui no Delírius é levado a sério e não abro mão. A forma artesanal dá muito mais sabor ao sanduíche”, diz Thadeu. E o zelo no preparo do alimento se traduz em vendas. A dupla vende cerca de 80 hambúrgueres por dia.

Outro que viu uma boa alternativa de negócio no mercado da alimentação de rua foi Fabio Loio, criador da Feira Gastronômica Itinerante (FGI), que se apresenta em áreas abertas, parques e até em shoppings, num misto de gastronomia e cultura. A próxima edição da FGI ocorrerá entre os dias 9 e 11 de dezembro, na Praça Saiqui, no Valqueire. Além dos food trucks, a feira terá cerveja artesanal, música e espaço de moda numa área total de 30 metros quadrados, em parceria com a Feira Retoque, com produtos de moda e artesanato. “Claro, nem sempre é fácil. Às vezes, o retorno com eventos não é o esperado. Mas não desisto do meu projeto. Acredito que precisamos ser estratégicos na nossa independência econômica”, afirma.

Fábio conta que, com o Centro reformado, o modismo das feiras gastronômicas, além do charme dos trucks e bikes, ajudaram o profissional liberal do segmento alimentício. “Muitas pessoas estão abrindo sua marca própria, ousando e conquistando a independência financeira”, acredita.

Feira Gastronômica Itinerante no Parque MadureiraDivulgação

Orgânicos na palma da mão

Foi lançado, nesta semana, o ‘Responsa’, aplicativo que mapeia restaurantes, feiras e lojas de produtos orgânicos do Brasil inteiro, iniciativas de economia solidária e de consumo responsável. Também são listadas hortas comunitárias, experiências em educação alimentar e pesquisas de agroecologia. São mais de 3 mil iniciativas descritas e mapeadas. 

A plataforma, disponível para Android, quer conectar – com ajuda do GPS – consumidores e produtores que procuram produtos, serviços e experiências orgânicas. Com isso, eles podem marcar encontros, adicionar novos pontos ainda não mapeados e ainda receber notificações de iniciativas próximas a sua localização. O aplicativo funciona em todo o país e permite que o usuário filtre sua busca por tipo de local (restaurante, feira, horta) ou município.

Receita da "Tia do Cachorro"

Tia Eny: segredo do sucesso do cachorro-quente é o molho especialDivulgação

Simpatia e molho especial. Essa é a fórmula de Eny Matos, ou ‘Tia do cachorro-quente’, como é conhecida. A venda do sanduíche começou como forma de reforçar o orçamento doméstico, mas logo cresceu. Ao longo de 34 anos, a barraquinha se transformou em trailer, em Kombi e até hoje segue com o tradicional lanche, reconhecido por quem circula pela Praça Professora Camisão, na Freguesia, em Jacarepaguá.

Em abril, eles conseguiram montar a segunda unidade, confortavelmente instalada em uma loja no bairro vizinho, Taquara. O reconhecimento veio através da simpatia e do molho especial, criado por ela, desde que começou a vender cachorro-quente, no início dos anos 80.

“Para conquistar o sucesso, é preciso prestar atenção no que está fazendo, ter vontade de trabalhar e se preocupar em servir os clientes muito bem. Foque 100% no trabalho”, ensina Tia Eny.



Como consumir com menos impacto social, econômico e ambiental

8 de Dezembro de 2016, 11:52, por Rosana Kirsch - 0sem comentários ainda

Fonte: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/17/Como-consumir-com-menos-impacto-social-econ%C3%B4mico-e-ambiental

Por: Ana Freitas

FOTO: CRISTINE ROCHOL/SECRETARIA DE SAÚDE DE PORTO ALEGRE

HORTAS COMUNITÁRIAS SÃO UMA DAS INICIATIVAS QUE APARECEM NO MAPA DO CONSUMO RESPONSÁVEL


Consumir é um ato político e pode ser uma ferramenta de transformação da sociedade e do meio ambiente. É dessa maneira que Juliana Gonçalves, coordenadora de projetos no Instituto Kairós, define o ato de se comprar algo com consciência.

O Instituto lançou em outubro o Mapa do Consumo Responsável, que busca facilitar o acesso dos cidadãos a produtos agroecológicos, iniciativas na área de economia solidária, mercados com venda de produtos artesanais feitos por cooperativas e centros de educação alimentar e nutricional.

Já estão mapeados mais de 3.000 pontos em todo país. São restaurantes, hortas comunitárias, feiras, bazares e lojas que seguem critérios de consumo sustentável - compram alimentos direto do produtor ou trazem o próprio agricultor, artesão ou estilista para expor peças e vendê-las. A base de dados vem de ONGs, do Ministério do Desenvolvimento Social e da Universidade de Brasília. Usuários também podem colaborar.

Como consumir com responsabilidade

O “consumo responsável” leva em conta um modelo de desenvolvimento e produção que seja comprometido com a redução dos impactos sociais e ambientais negativos associados à cadeia de produção.

Uma das estratégias defendidas por especialistas para que o consumidor seja capaz de fazer escolhas mais responsáveis é a eliminação dos intermediários e a aproximação entre o produtor e o consumidor.

Além de permitir que o consumidor tenha mais informações sobre como, onde e por quem aquele produto foi feito, essa estratégia permite remunerações mais competitivas para os produtores.

Consumir vegetais direto do produtor em uma horta local, por exemplo, gera menos impacto ambiental negativo e aumenta o impacto social positivo do consumo.

Em julho de 2016, a Organização das Nações Unidas e o Banco Mundial destacaram o papel da agricultura familiar na erradicação da fome e na promoção de sustentabilidade.

“Vivemos um processo de distanciamento entre o urbano e o rural e até uma desvalorização do rural. Esse processo de aproximação [entre produtor e consumidor] é educativo, na medida em que ressignifica relações entre campo e cidade”, diz Juliana Gonçalves, coordenadora de projetos do Instituto Kairós e uma das responsáveis pelo mapa.

Os impactos sociais e ambientais das grandes cadeias

Fiscalizações que flagram trabalho escravo em confecções de grandes marcas e “recall” de alimentos ilustram, de maneiras diferentes, os problemas da extensa cadeia de produção pela qual passam produtos industrializados. O consumidor raras vezes tem acesso aos detalhes e impactos da produção daquilo que compra.

Um dos mais icônicos documentários brasileiros, “Ilha das Flores”, produzido pelo cineasta Jorge Furtado em 1988, é uma aula curta - são pouco mais de 13 minutos - sobre a trama intrincada de impactos sociais e ambientais do modelo baseado em extensas cadeias de produção. Assista:

 


Aplicativo acha comida orgânica por GPS em todo o Brasil

8 de Dezembro de 2016, 11:51, por Rosana Kirsch - 0sem comentários ainda

Fonte: http://www.guiahonoriogurgel.com.br/noticias-27-10-2016-aplicativo-acha-comida-organica-por-gps-em-todo-o-brasil

foto Notícia Rio de Janeiro
 
27/10/2016 - Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa.

Chega de ficar procurando lojas que vendem produtos orgânicos.

Já existe um aplicativo que reúne em um só mapa restaurantes (que usam ingredientes orgânicos), feiras (de produtos justos, orgânicos e veganos), hortas comunitárias, grupos de consumo responsável e outras experiências de agroecologia e economia solidária.
É o Responsa. Ele foi criado e desenvolvido em parceria entre o Instituto Kairós e a Cooperativa EITA.

O app é totalmente gratuito e permite que consumidores e produtores possam encontrar produtos, serviços e experiências educativas pelo GPS, marcar encontros e indicar novos pontos que ainda não estejam mapeados.

“Queremos que qualquer pessoa possa encontrar, perto de sua casa, escritório, ou até durante uma viagem, um restaurante que utilize ingredientes orgânicos, uma feira ou uma loja na qual possa encontrar produtos agroecológicos”, explica Juliana Gonçalves, coordenadora de projetos do Instituto Kairós.

“A ideia é estimular a comercialização de produtos da economia solidária e da agricultura familiar, aproximando produtores e consumidores através de relações que podem ser mais curtas, transparentes e sustentáveis”.

O aplicativo

Com interface amigável, disponível para celulares Android, o Responsa funciona em todo o Brasil e permite filtro por tipo de local (restaurante, feira, etc) ou município.

Ele unifica um extenso banco de dados que inclui, já no seu lançamento, mais de 3.000 iniciativas ligadas ao consumo responsável em todo o país.

Com o GPS ligado, o aplicativo ainda alerta ao usuário sobre iniciativas de consumo responsável mais próximas de onde ele estiver.

“Este é o resultado do trabalho intenso de mais de um ano em que aliamos o melhor das tecnologias digitais e design com o refinamento e cruzamento de dados de diferentes fontes, para oferecer uma experiência completa ao usuário”, afirma Daniel Tygel, integrante da EITA, cooperativa responsável pelo desenvolvimento do Responsa.

O que encontrar

● Feiras orgânicas e da agricultura familiar
● Lojas e feiras da economia solidária e do comércio justo
● Grupos de produtores da economia solidária
● Grupos de consumo responsável
● Experiências de educação alimentar e nutricional
● Experiências e pesquisas em agroecologia
● Hortas comunitárias
● Restaurantes que utilizam ingredientes orgânicos em seus cardápios
(inicialmente apenas na cidade de São Paulo)

Receitas

O Responsa possui ainda um espaço em que as pessoas podem facilmente compartilhar, com outros usuários do aplicativo, suas dúvidas e dicas sobre como consumir de maneira responsável.

Nele, é possível trocar receitas para limpeza ecológica, formas de cozinhar com menos desperdício, dicas para economizar água ao fazer faxina ou para substituir refrigerante por sucos naturais para os filhos, entre outras possibilidades.

Baixe aqui o Responsa para Android

Da redação do SóNotíciaBoa

 
Autor/Fonte: SÓ NOTICIA BOA
Link Referência: http://www.sonoticiaboa.com.br/2016/10/16/aplicativo-acha-comida-organica-por-gps-em-todo-o-brasil/
e-mail autor: rinaldo@sonoticiaboa.com.br