Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Empreendimento de Economia Solidária

EITA Empreendimento de Economia Solidária

Tela cheia Sugerir um artigo

Blog da EITA

25 de Novembro de 2013, 11:44 , por Alan Freihof Tygel - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Mensagem da EITA às formandas e formandos da Turma Josué de Castro

12 de Dezembro de 2013, 13:05, por Alan Freihof Tygel - 0sem comentários ainda

Mensagem da EITA às formandas e formandos da Turma Josué de Castro, do Curso Técnico em Meio-Ambiente, realizado pelo MST em parceira com a Fiocruz.



EITA realiza 5o Encontro Carnal

5 de Dezembro de 2013, 10:23, por Alan Freihof Tygel - 0sem comentários ainda

Entre os dias 2 e 4 de dezembro, a Cooperativa EITA realizou seu 5o Encontro Carnal. Apesar de funcionar à distância, a EITA realiza 2 encontros presenciais por ano. Depois de passar por Arrozal (RJ), São Leopoldo (RS), Caldas (MG) e Mangará (Camaçari-BA), esta reunião presencial aconteceu na Rosa dos Ventos, em Pocinhos do Rio Verde, Caldas - MG. 

Estiveram presentes os oito EITAS - Rosana, Fernanda, Daniel, Formiga, Jatobá, Bráulio, André e Alan, além de Vinícius, que está se aproximando da Cooperativa. Durante os três dias, foi feita a avaliação dos trabalhos desde a última reunião presencial, além do planejamento para 2014.

Hoje, a EITA está envolvida em uma série de projetos como o Cirandas, a rede Escambo, o Observatório de Saúde do Campo e da Floresta, o Portal do Consumo Responsável, o Curso Técnico em Meio Ambiente e a campanha Quem são os Proprietários do Brasil?.

O ambiente da Rosa dos Ventos foi fundamental para o bom andamento do encontro. Nestes dias os/as cooperados/as puderam conviver com o filósofo Carlos Brandão, e outros amigos e amigas que estiveram por lá. A previsão para o próximo encontro é que seja no 1o semestre de 2014, em Novo Hamburgo, a sede oficial da EITA. 

 



Mensagem aos formandos e formandas da Turma Raízes da Terra

25 de Novembro de 2013, 11:48, por Alan Freihof Tygel - 0sem comentários ainda

Brasil, 25/11/2013

Companheiras e companheiros da turma Raízes da Terra,

Nós da Cooperativa EITA gostaríamos muito de participar ao lado de vocês deste momento tão especial. Infelizmente, as dinâmicas da vida em movimento não permitiram que estivéssemos fisicamente aí.

Podem ter certeza de que nós, não só Rosana e Alan, que estiveram com vocês, mas Fernanda, André, Daniel, Bráulio, Caio e Pedro - demais integrantes da cooperativa - estaremos hoje celebrando, de vários cantos do Brasil, a formatura de pessoas tão especiais, que são os educandos e as educandas da turma Raízes da Terra.

O momento em que vivemos no país não é nada animador. O avanço do agro-hidronegócio sobre nossos territórios, nossa cultura e sobre nossas vidas por vezes faz com que achemos que nossa luta é inútil.

Mas é exatamente nesse momento que a formação de quadros como vocês se faz mais e mais importante.

Quando a paciência do povo brasileiro acabar, e quando os trabalhadores realmente se indignarem e disserem chega! - é nesse momento, mais uma vez, que vocês, conscientes das tarefas que devem ser feitas, continuarão a construção com o povo do caminho de uma nova sociedade.

Nós, da EITA, entramos nesse barco por acreditamos na educação popular como forma de transformação social, e também por sabermos que vocês não estão se formando para serem apenas Técnicos em Meio-Ambiente. Seria muito pouco. Através da agroecologia e da organização popular, entendemos que estão sendo formados para destruir as bases do sistema capitalista e construir um mundo onde cada trabalhador e cada trabalhadora sejam livres da exploração e possam pautar suas vida na cooperação, na solidariedade e na convivência com a Natureza.

De dentro da nossa trincheira tecnológica, buscamos construir soluções que pudessem melhorar o funcionamento do curso, para que ele pudesse atingir com melhor qualidade o seu objetivo. 

Por isso, agradecemos à coordenação pela oportunidade de poder participar desta linda construção. Culpados ou inocentes, esperamos sinceramente ter dado alguns passos nessa importante caminhada.

Desejamos que cada formando e cada formanda tenha uma firmeza muito grande para seguir na luta, pois de nada adianta o esforço da construção deste curso se ele não servir para qualificar nossas ações militantes. E lembrem-se de que a formação deve ser um processo constante, pois a ação sem reflexão não nos levará a lugar algum.

Contem conosco pro que der e vier.